Tumba da rainha Nefertiti pode ter sido encontrada no Egito

Publicado por Monica Tereza Elshenawy em 20/08/2015 às 17h36

Nefertiti - Casa Egipcia

Busto da rainha egípcia Nefertiti em exposição no Museu Neues em Berlim (Alemanha)

 

Restos mortais de uma das rainhas mais famosos do império podem estar guardados na câmera mortuária de Tutankhamon.

Há uma nova tese científica que está a deixar os arqueólogos em êxtase: pode ter sido descoberto o misterioso túmulo da rainha egípcia, de beleza lendária, Nefertiti. E os contornos da potencial descoberta são igualmente incríveis: o túmulo pode estar escondido dentro do monumento funerário do lendário Tutankhamon, que lhe sucedeu no trono do Egito. 

Nefertiti, cujo nome significa “a mais bela chegou”, foi rainha do Egito pelo ano 1300 a.C. Governou em conjunto com o seu marido, o faraó Amenófis IV (também conhecido pelo nome de Akhenaton) durante a XVIII dinastia do Antigo Egito. Alguns especialistas defendem que Nefertiti e o faraó teriam introduzido o monoteísmo no Egito, com o culto único do Deus Sol – Aten –, sendo, contudo, apenas acessível a alguns cidadãos.

A investigação começou no ano passado, quando uma equipa de especialistas espanhóis de preservação e arte, a Factum Arte, se deslocou ao túmulo de Tutankhamon para produzir scans detalhados da cripta, localizada no Vale dos Reis – um vale a oeste do Rio Nilo onde foram construídas, durante quase 500 anos, câmaras funerárias para vários faraós e membros da nobreza egípcia do Império Novo (da XVIII até à XX dinastia).

Enquanto analisava as imagens, Nicholas Reeves descobriu o que pensa tratar-se de duas entradas para compartimentos ainda não explorados, dentro do túmulo. “Tenho estado a testar as provas desde então, procurando indícios do que aquilo que pensei que estava a ver”, contou o arqueólogo da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, à BBC. “Mas quanto mais olhava, mais informação encontrava de que parecia estar a ver algo bastante real”.

Tutankhamon, também conhecido por rei Tut, foi uma das figuras mais mediáticas da história do Antigo Egito. Filho de Akhenaton (marido de Nefertiti) nasceu em 1371 a.C. e faleceu com apenas 19 anos, em 1331 a.C. O seu reinado durou apenas cerca de 10 anos e iniciou-se quando ainda era criança, com 8 ou 9 anos. Foi rei numa altura em que o Egito atravessava a passagem caótica para o monoteísmo, e apesar de na altura não ter tido um impacto muito significativo, é uma figura fulcral para a compreensão atual do funcionamento do Antigo Egito, já que o monumento onde estava sepultado estava quase intacto dos salteadores de artefactos.

Em 1922, o arqueólogo inglês Howard Carter descobriu o seu túmulo. Surpreendentemente intocado, este monumento funerário tinha uma característica intrigante para muitos arqueólogos: as suas dimensões eram bastante reduzidas em relação ao de outros reis egípcios. Algumas teorias sugerem que tal se devia ao facto de Tut ter falecido quando tinha apenas 19 anos, mas não existe confirmação científica para essa hipótese.

Agora, Nicholas Reeves pode ter a chave para o mistério da pequena câmara funerária de Tut: no seu artigo, escreve que existem pistas “cumulativas e convincentes” de que o monumento funerário de Tutankhamon é maior do que se pensa e que o seu design corresponde à cripta – não de um rei – mas de uma rainha.

“Apenas uma regente feminina do final da Oitava Dinastia terá recebido tal honra [de ter um túmulo]: Nefertiti. E não é por acaso, portanto, que a imagem de Nefertiti pode ser vista numa decoração colocada na parede norte”, escreve Nicholas Reeves na publicação científica.

“Se estiver errado, estou errado”, disse o arqueólogo à BBC. “Mas se estiver correto, as perspetivas são francamente impressionantes. O mundo irá tornar-se num lugar muito mais interessante – pelo menos para os egiptólogos”.

Fonte: http://observador.pt/

Categoria: Egito

voltar para Blog

left show tsN fwR bsd c15nwse b02s|left tsN fwR bsd b02s c15sw|left fwR bsd b02s c15e show|c05||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR b01 bsd c05|b01 c05 bsd|news login normalcase fwR b01 c05 bsd|b01 bsd fsN normalcase tsN fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|content-inner||